Hospital

Medianeira: G.D.E identifica e prende acusado de estupro

Postada em: 23/03/2021 Atualizada em: 23/03/2021 21:46:07 Número de visualizações 2175 visualizações
LinkedIn whatsapp
Medianeira: G.D.E identifica e prende acusado de estupro

Nesta terça-feira (23), investigadores do G.D.E (Grupo de Diligências Especiais) da Polícia Civil de Medianeira, realizaram a prisão de um homem acusado de estupro.


Após o crime, ocorrido no Bairro Belo Horizonte no último sábado (20), o G.D.E deu início às investigações, e com auxílio de imagens de câmeras de vigilância, os policiais conseguiram identificar o autor.


De acordo com a Polícia Civil, a vítima teria repassado informações sobre as vestes do agressor e também teria relatado que ele possuía tatuagens na mão e pescoço, detalhes que puderam ser confirmados nas imagens de câmeras de vigilância que flagraram parte da ação do acusado.


De posse destas informações, a Polícia Civil deu início às diligências e localizou a residência do acusado no Bairro Belo Horizonte, onde os investigadores do G.D.E realizara a prisão do mesmo. Ele foi reconhecido pela vítima.


Na casa os policiais ainda cumpriram um mandado de busca e apreensão, onde foram apreendidas as vestes que teriam sido usadas por ele no dia do crime.


O preso e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia da Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

OBS: O nome do preso não foi divulgado pela autoridade policial devido à Lei de Abuso de Autoridade - Nº 13.869/19 - que entrou em vigor no dia 03 de janeiro de 2020. A lei que foi proposta pelo Ministério da Justiça e Segurança, e aprovada, com vetos, pelos deputados e senadores, proíbe a divulgação de nomes e imagens por parte dos policiais, servidores públicos membros dos poderes Legislativo, Executivo, Judiciário e do Ministério Público.

O CRIME

Uma jovem que aguardava o ônibus para se deslocar ao trabalho durante a madrugada deste sábado (20), foi vítima de agressões e de tentativa de estupro no Bairro Belo Horizonte, em Medianeira.

De acordo com a Polícia Militar, a jovem teria comparecido para registrar o Boletim de Ocorrência sobre o fato, e relatou que por volta das 2h30m ela aguardava o ônibus para se deslocar ao trabalho em um frigorífico, quando foi abordada por um homem, que teria tentado abusar dela.

Ainda segundo relato da vítima, ela teria se debatido, entrando em luta corporal com o agressor, que não conseguiu consumar o ato. Ele teria fugido ao perceber movimentação de pessoas na rua, que também chegavam para aguardar o ônibus que leva os trabalhadores.

Após o registro do Boletim de Ocorrência, a vítima foi encaminhada à UPA para exames de lesão corporal e posteriormente foi levada à Delegacia da Polícia Civil, que passa a investigar o caso e tentar identificar o autor.


Fonte: Guia Medianeira com informações da Polícia Civil

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp