Frimesa

Medianeira: Dois assaltantes são presos em flagrante após assalto em relojoaria

Postada em: 04/08/2020 Atualizada em: 04/08/2020 12:10:14 Número de visualizações 338 visualizações
LinkedIn whatsapp
Medianeira: Dois assaltantes são presos em flagrante após assalto em relojoaria

Uma dupla de assaltantes acabou presa em flagrante na manhã desta terça-feira (04), após realizar um assalto à mão armada em uma relojoaria na Av. Brasília, no centro de Medianeira.

De acordo com relato das vítimas, a dupla chegou no estabelecimento e anunciou o assalto e após obrigarem uma das vítimas a colocar objetos em uma sacola, os assaltantes trancaram todos dentro da cozinha e fugiram.

As vítimas tinham uma chave reserva e logo conseguiram sair e gritaram por socorro. Nesse mesmo momento, uma viatura da Polícia Civil e uma viatura da Polícia Militar passavam nas proximidades e os policiais logo perceberam os pedidos de socorro e flagraram a dupla tentando fugir, iniciando o acompanhamento.

Após correrem por alguns quarteirões, a dupla acabou detida. Com eles foram encontradas duas pistolas 9mm e os objetos levados no assalto, os quais foram todos recuperados. Uma moto que teria sido usada pela dupla também foi apreendida.

De acordo com a polícia, a dupla presa é da cidade de Londrina e teria vindo para Medianeira para cometer o assalto.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram a correria na Rua Argentina, onde é possível observar um policial civil correndo atrás dos suspeitos. Nas imagens ainda é possível observar que um dos suspeitos acaba sendo derrubado por um popular, sendo detido na sequência.


OBS: Os nomes dos presos não foram divulgados pela autoridade policial devido à Lei de Abuso de Autoridade - Nº 13.869/19 - que entrou em vigor no dia 03 de janeiro de 2020. A lei que foi proposta pelo Ministério da Justiça e Segurança, e aprovada, com vetos, pelos deputados e senadores, proíbe a divulgação de nomes e imagens por parte dos policiais, servidores públicos membros dos poderes Legislativo, Executivo, Judiciário e do Ministério Público.



Fonte: Guia Medianeira

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp