hhh

Polícia Civil alerta população sobre “Golpe da Panela” em São Miguel e região

Postada em: 18/02/2021 Atualizada em: 19/02/2021 00:01:41 Número de visualizações 914 visualizações
LinkedIn whatsapp
Polícia Civil alerta população sobre “Golpe da Panela” em São Miguel e região

Comprar panelas e utensílios na porta de casa pode até parecer algo inofensivo, mas o fato tem se tornado uma grande armadilha para muitas famílias nos últimos dias na região.




Comprar panelas e utensílios na porta de casa pode até parecer algo inofensivo, mas o fato tem se tornado uma grande armadilha para muitas famílias nos últimos dias na região.

Nos últimos dias, só em São Miguel do Iguaçu foram registrados pelo menos dois boletins de ocorrências, nos quais as vítimas relatam que foram vítimas de estelionatários, ficando com enorme prejuízo nas contas bancárias.

Em uma das situações registradas, as vítimas relataram que um casal chegou até sua residência vendendo jogos de panela, e que o pagamento poderia ser parcelado em várias vezes no cartão de crédito. Com interesse em adquirir as panelas, as vítimas deram aos supostos vendedores um cartão afim de concretizar a compra. Durante a suposta transação, os golpistas alegaram que o referido cartão não “passou”, e pediram outros cartões para finalizar o pagamento. Após se apoderar de todos os cartões, e alegando que nenhum deles funcionou, eles saíram e disserem que voltariam mais tarde para tentar novamente. Neste caso o golpe só foi percebido mais tarde por uma filha das vítimas, que confirmou que os estelionatários conseguiram sacar dinheiro das contas.

Já na outra situação, registrada na quarta-feira (17), a vítima procurou a polícia e relatou o mesmo modus operandi dos estelionatários, que teriam se apresentado como vendedores de uma famosa rede de lojas e ofereciam panelas. Neste caso, a vítima ficou com prejuízo de R$ 6 mil reais, de saques realizados com um dos cartões.

Ainda de acordo com uma das vítimas, o casal teria chegado na residência em um veículo Fiat Uno de cor prata ou branca.

A Polícia Civil alerta, que além do prejuízo deixado com os saques, os golpistas podem também clonar os cartões de crédito e usar dados pessoais das vítimas para aplicar outros golpes ou ainda utilizar os dados para abrir contas bancárias, pedir empréstimos e fazer compras usando o CPF das mesmas.

A Polícia Civil ainda orienta a população para não fornecer dados pessoais a estranhos. O comprador deve ficar atento quando for usar o cartão, se caso efetuar a compra, peça o comprovante e verifique se tudo está correto. Qualquer ação suspeita do vendedor, exija o cancelamento da transação do cartão, acione a Polícia Militar por meio do 190 ou ainda a Polícia Civil pelo fone 197.

Fonte: Portal Costa Oeste

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp