Platz

Após seis dias sem casos confirmados Missal tem um positivo para Covid-19 nesta sexta-feira

Postada em: 07/08/2020 Atualizada em: 07/08/2020 14:40:09 Número de visualizações 268 visualizações
LinkedIn whatsapp
Após seis dias sem casos confirmados Missal tem um positivo para Covid-19 nesta sexta-feira


O município de Missal ficou durante seis dias sem confirmar casos de Covid-19. Após este período, um caso foi confirmado nesta sexta-feira, 07 de agosto. Aliás, o último caso havia sido confirmado em Missal também numa sexta-feira, dia 31 de julho. Agora são 158 casos no total, sendo 127 por exame PCR e 31 por teste rápido. Destes já são 155 curados, portanto, há apenas 03 casos ativos da doença.


Nesta sexta-feira (07) foram 03 coletas de casos suspeitos, pessoas que aguardam resultados dos exames. São duas coletas do sexo masculino, ambos com 18 anos e uma do sexo feminino com 73 anos. Ainda 32 pessoas cumprem quarentena. Na quinta eram 04 suspeitos, destes, um resultado foi positivo para covid-19, conforme noticiado, e outros 03 negativos. Aliás, já são 229 suspeitos descartados com exame em Missal.


A preocupação das equipes de saúde é quanto ao relaxamento das medidas por parte da população. Todos precisam compreender que não é momento de relaxar as medidas preventivas, pois, como há transmissão comunitária e tendo a possibilidade de haver pessoas com a doença, mas assintomáticas, podem transmitir.


A preocupação aumenta, pois, no próximo final de semana com o Dia dos Pais, poderá haver o descumprimento das medidas de enfrentamento da doença, o que torna arriscado para uma segunda onda de transmissão, já que os casos na região, ao contrário de Missal, tem aumentado, e muitas pessoas de outros municípios visitam Missal e vice-versa.


Portanto, todos devem manter o distanciamento social, fazer a higienização das mãos, evitar beijos, abraços, festinhas neste final de semana do dia dos pais e fazer o uso da máscara. Essas medidas minimizam as chances de contágio. Todos devem fazer a sua parte para evitar o avanço da doença.

Fonte: Assessoria

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp