Sicredi

Unimed nega que bebê tenha saído vivo do Hospital em carro de funerária

Postada em: 14/01/2020 Atualizada em: 14/01/2020 14:17:11 Número de visualizações 529 visualizações
LinkedIn whatsapp
Unimed nega que bebê tenha saído vivo do Hospital em carro de funerária

Polícia Civil informou por meio de nota que irá investigar as circunstâncias que levaram o bebê à óbito.


A Unimed encaminhou uma nota à imprensa nesta terça-feira, 14, se posicionando sobre o caso do bebê que morreu em circunstâncias suspeitas após atendimento no hospital. Na nota, a operadora de planos de saúde nega que o bebê tenha saído vivo no carro da funerária, conforme foi divulgado na imprensa.

Segundo as informações, o bebê teria sido dado como morto no domingo, 12, pelo hospital e quando era encaminhado para a funerária, o bebê teria chorado dentro do veículo, sendo necessário o retorno ao hospital. Porém, a Unimed afirma que o bebê não saiu do hospital, a não ser quando foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva. A criança faleceu ontem, segunda-feira, 13.

“É importante ser frisado que os atendimentos prestados ao menor foram realizados no ambiente do hospital Unimed. Em momento algum o menor saiu do hospital a não ser quando foi encaminhado a unidade de terapia intensiva” ressalta a nota.


Confira a nota completa:

Diante da notícia sobre os fatos ocorridos no seu Hospital, na data de 12 de janeiro de 2020, a respeito do evento inusitado ocorrido, vem a público esclarecer que a situação é inédita em toda a história da Cooperativa Médica em Foz do Iguaçu e, por respeito a comunidade iguaçuense, informa que está envidando todos os esforços para o completo esclarecimento dos fatos, para que não sejam tomadas conclusões precipitadas nem julgamentos indevidos sobre qualquer profissional que tenha atuado no caso.

Mas desde logo é importante ser frisado que os atendimentos prestados ao menor foram realizados no ambiente do hospital Unimed. Em momento algum o menor saiu do hospital a não ser quando foi encaminhado a unidade de terapia intensiva

Deve ser ressaltado também, que assim que forem efetivadas as apurações necessárias, serão noticiadas as conclusões tomadas.

A unidade reforça o seu compromisso de bem atender aos seus beneficiários e pacientes, ladeando neste momento de angústia, os familiares do menor para prestar todo o apoio ao seu alcance, bem como, se colocando a disposição dos órgãos competentes para as informações e esclarecimentos importantes, afim de que os fatos sejam completa e exaustivamente compreendidos e elucidados”.

A Polícia Civil também se manifestou por meio de nota nesta terça-feira, 14. Segundo a nota, a polícia está investigando a morte do bebê, como destaca:

Em relação ao caso do recém nascido encaminhado ao IML de Foz do Iguaçu na data de hoje (13/01/2020), após ser constatado seu óbito na unidade hospitalar, a autoridade policial iniciará os procedimentos instaurando inquérito policial, visando apurar as circunstância da causa morte do recém nascido, e que todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas. Neste primeiro momento não haverá coletiva a respeito desse caso.



Fonte: Radio Cultura Foz

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp