Sicredi 35 anos

Raiva: o que é, transmissão, sintomas, diagnóstico e prevenção

Postada em: 11/09/2018 Atualizada em: 11/09/2018 11:36:02 Número de visualizações 195 visualizações
LinkedIn whatsapp
Raiva: o que é, transmissão, sintomas, diagnóstico e prevenção

A Raiva é uma doença provocada por vírus, caracterizada por sintomatologia nervosa que acomete animais de sangue quente onde quase 100% dos casos são fatais. Transmitida pelo cão, gato, rato, bovino, equino, suíno, macaco, morcego e animais silvestres, através da mordedura e lambedura da mucosa e da pele lesionada por animais raivosos. Os animais silvestres são reservatórios primários para a raiva na maior parte do mundo, mas os animais domésticos de estimação são as principais fontes de transmissão (zoonoses) para os seres humanos.

Os morcegos hematófagos (que sugam sangue) são os principais transmissores de doença no meio rural, deslocando-se de seu habitat, geralmente, cavernas localizadas em matas fechadas, para se esconder em bueiros ou casas abandonadas no campo.

A sintomatologia da Raiva em bovinos é basicamente nervosa, sendo o quadro paralítico mais evidenciado do que o quadro furioso, apresentando o isolamento do animal acometido em relação ao restante do rebanho, tristeza, hiperexcitabilidade, tremores musculares, sialorreia, dificuldade de deglutição, paralisia dos membros posteriores com decúbito e posterior morte entre 4 a 6 dias.

Fazer o controle do morcego hematófago, manejo sanitário através de vacinas e eliminar possíveis abrigos dos morcegos, são algumas das maneiras, para se ter o controle destas enfermidades.

A vacinação contra a Raiva em bovinos deve ser a partir de três meses de vida, período no qual o sistema imunológico nos animais já está formado.

Lembre-se seu cão e seu gato, também pode receber a vacinação antirrábica a partir dos 4 meses.

Lembre-se na dúvida, consulte um Médico Veterinário.



Fonte: Maninho Médico Veterinário / Jornal Portal

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp