Sicredi

Imprudência sobre duas rodas: Jovens arriscam a vida em 'rachas' e manobras na rodovia PR 495

Postada em: 20/11/2018 Atualizada em: 20/11/2018 16:23:33 Número de visualizações 703 visualizações
LinkedIn whatsapp

Todos os dias, milhares de pessoas ficam feridas ou morrem no trânsito em nossas estradas e cidades. Homens, mulheres e crianças indo para o trabalho ou escola, a pé, de bicicleta, moto ou outro veículo, brincando nas ruas ou seguindo em longas viagens. São pessoas que nunca voltarão para casa e deixarão para trás, além de corpos mutilados, famílias e comunidades destroçadas. Muitas delas passarão longas semanas em hospitais, após acidentes graves, e nunca mais poderão viver, trabalhar ou se divertir como costumavam fazer antes.

"Por causa da imprudência e irresponsabilidade de alguns, não se pode dizer com segurança que retornaremos para os nossos lares ao fim do dia", é o que se pode afirmar depois de assistir os vídeos de jovens arriscando suas próprias vidas e de outras pessoas, sobre duas rodas (quando não em apenas uma) na rodovia PR 495, trecho entre Medianeira e Missal.

Os vídeos foram gravados pelos próprios jovens e divulgados em grupos de whatsapp, nos quais eles aparecem arriscando suas próprias vidas e de terceiros, em rachas e manobras arriscadas, em um trecho da rodovia que liga os municípios de Medianeira e Missal.

Não bastasse a irresponsabilidade em pilotar a mais de 180 km/h (conforme diz quem fez uma das filmagens) em uma rodovia em que a velocidade máxima permitida é de 100 km/h, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro, para rodovias de pista simples, o risco de um grave acidente é redobrado por conta da má conservação do asfalto da estrada, que apresenta diversos buracos, que inclusive já causaram acidentes com mortes nos últimos meses.

Por mais que se tome os devidos cuidados, fatalidades como o de um pneu furado, manchas de óleo na pista ou ação da própria natureza, fazem parte do cenário do nosso trânsito, e ninguém está livre de sofrer um acidente de consequências trágicas. O problema é que uma percentagem cada vez maior das estatísticas da carnificina nossa de cada dia nas ruas e estradas diz respeito à imprudência de condutores irresponsáveis.


O que diz a lei?

Especificamente para as situações flagradas nos vídeos, caso fossem flagrados por radares e policiais rodoviários, as punições que poderiam ser aplicadas são as seguintes:

Excesso de velocidade: Infração gravíssima, em razão de ultrapassar a máxima permitida em mais de 50%. Esse tipo de infração é ainda agravada com índice 3, onde o valor da multa é multiplicada por três, resultando em R$ 880,41 de multa, sete pontos, correndo o risco de ter a CNH suspensa, independente de se ter ou não mais pontos no prontuário.

Disputa de racha: No Código de Trânsito Brasileiro a infração é descrita como "disputar corrida", e também é infração gravíssima, resultando em sete pontos no prontuário e multa de R$ 2.934,70 e suspensão imediata do direito de dirigir, apreensão do veículo e recolhimento da CNH. E em caso de reincidência dentro de 12 meses, o valor da nova multa será o dobro da anterior.

Caso o envolvido em racha cause morte, poderá pegar pena de prisão de cinco a dez anos, e em caso de causar lesões graves durante a corrida, a pena prevista é de três a seis anos de cadeia.




** Envie notícias, fotos, vídeos e sugestões para o Portal Missal pelo WhatsApp (45) 99809-7801.

Fonte: Guia Medianeira

Compartilhe:
LinkedIn whatsapp